Game Developer Camp 2015 em Portugal

Ontem dia 12, decorreu em Lisboa, no parque das nações, o evento Game Developer Camp 2015. Este evento na casa do “lobo mau” Microsoft, contou com vários espaços de palestras e de mostra de videojogos desenvolvidos por portugueses. Apesar de ter sido esta a principal empresa que patrocinou o evento, a totalidade dos videojogos que vi pertencem ao mundo dos independentes. Estes foram e são desenvolvidos pelos quase 100 estúdios que existem espalhados por Portugal, em que alguns dos videojogos são feitos nos “tempos livres”.

Tive o prazer de conversar com alguns dos artistas que desenvolvem videojogos bem como de ouvir outros tantos que trabalham nesta industria (em Portugal e lá fora).

Destaco alguns que fizeram parte da minha escolha de “palestras” e que foram:

Oscar Clark, que falou para além do gosto que tem em jogar videojogos, conversou e mostrou bastantes tópicos relacionados com a implementação de estratégias para se ganhar dinheiro com os videojogos.

2015-09-12 12.43.24

Luís António, apresentou o seu percurso profissional nos últimos 10 anos, onde se destaca o seu grau de satisfação por estar neste momento a trabalhar num estúdio independente.

2015-09-12 14.58.24

e Miguel Rafael, em forma de velocidade furiosa, apresentou um dos jogos que o estúdio a que pertence tem estado a desenvolver. O tema da sua apresentação foi “Pain is good – Level design for action games”, onde retratou o processo de desenvolvimento de níveis.

2015-09-12 15.58.35

Questão interessante e que ficou no ar, é necessário que estes estúdios (indi), que contam com gente que se apaixonou pelo que faz, tenham uma visão empresarial do produto que querem lançar no mercado. Neste momento são quase uma centena da “stores” onde se podem disponibilizar videojogos, e as de topo, têm milhares de jogos, que por muito esforço que fosse feito individualmente, neste momento, nenhum de nós os conseguia jogar a todos. Assim é importante que estes estúdios sejam apoiados e que os indivíduos que os constituem tenham o acesso às ferramentas necessárias para terem sucesso com o que desenvolvem. Afinal a industria dos videojogos é a mais lucrativa de todas a nível mundial.

+infos(oficial): http://www.thegamedevcamp.pt/
+infos(estúdios em PT): http://aka.ms/ptgamestudios2015
+infos(Oscar Clark): https://twitter.com/athanateus
+infos(Luís António): http://artofluis.com/
+infos(Miguel Rafael): http://tioatum.com/

 

Share Button

5 Trackbacks